Author Archive

Desmaterialização de Processos em debate

É já no dia 17 de Maio que se realizam as Jornadas Interface, que vão ter lugar no Hotel Olissippo  Oriente, em Lisboa. As jornadas que vão ser dedicadas à “Desmaterialização de Processos de Negócio” vão contar com a parceria da YET – Your Electronic Transactions, uma empresa que se dedica à implementação e desenvolvimento de produtos e serviços na área das transacções electrónicas.

Durante o evento que tem como destinatários Decisores de topo, directores financeiros, gerentes, directores de sistemas de informação e responsáveis administrativos, serão abordados diversos casos de sucesso na implementação de sistemas de facturação electrónica em diversas empresas.

A YET – Your Electronic Transactions, ficará responsável por encerrar o Painel 1 dedicado às “Estratégias, incentivos e soluções à modernização do tecido empresarial“, onde o Director-geral da empresa, Engénio Veiga, terá oportunidade de falar da “Facturação electrónica como factor de competitividade e qualidade de serviço”.

“Desmaterialização de Processos de Negócio”
Dia 17 de Maio | Hotel Olissippo Oriente |Lisboa
 
Programa:

Moderador: Joaquim Miranda Sarmento, Professor Assistente Convidado de Finanças no ISEG/UTL, foi consultor da Unidade Técnica de Apoio Orçamental (UTAO) e Economista na DGO e na DGCI.
 
09h00 –  Acreditação

09h30 –  Abertura (pelo moderador)
 
Painel 1: Estratégias, incentivos e soluções para a modernização do tecido empresarial
 
09h40 – Práticas de gestão da informação e do conhecimento nas PME portuguesas
Carlos Carapeto, Director da Direcção de Assistência Empresarial do IAPMEI
 
10h10Os incentivos do QREN à modernização tecnológica das empresas
José Vale, Coordenador do Centro de Desenvolvimento Empresarial de Lisboa
 
10h40 Coffee-Break
  
11h00 – A facturação electrónica como factor de competitividade e qualidade de serviço
Eugénio Veiga, Director-geral da YET 

Painel 2: A facturação electrónica: Casos de Sucesso
 
11h20 A tecnologia ao serviço do comércio e distribuição – Case Study Sotavinhos
Luís Sequeira, Director-geral da Sotavinhos
 
11h35 – O impacto da facturação electrónica no sucesso de uma indústria tradicional – Case Study Carnalentejana
Miguel Albino, Director comercial da Carnalentejana
 
11h50 – A inovação como motor de competitividade – Case Study Frigosistema
Vilarinho Cardoso, Sócio-gerente, Gestor da Qualidade e Responsável Financeiro da Frigosistema
 
12h05 – Perguntas e respostas
 
12h35 – Encerramento


Bulgária adopta factura electrónica

As autoridades búlgaras anunciaram , através de uma consulta pública online, a Estratégia de eGovernment 2010-20015.

Os cidadãos da Bulgária podem assim dar o seu contributo para a iniciativa, para além de conhecer os principais objectivoa para a implementação de serviços electrónicos nos próximos cinco anos.

Para além da criação de um «Conselho Nacional para o eGovernment», que deverá ter representantes do conselho de ministros, do poder legislativo, do poder local, da indústria e de organizações não-governamentais, o documento pretende regulemanetar a forma como este organismo vai controlar a implementação das iniciativas programadas para esta área.

O documento prevê a disponibilização de terminais para acesso à Internet, por parte dos cidadãos, nos serviços públicos, como meio de promoção do uso dos serviços electrónicos, a introdução da factura electrónica até 2015 e o lançamento de um sistema de pagamentos electrónicos para toda a administração pública.


Homebanking da CGD e BCP permitem receber facturas electrónicas

A partir do dia 13 de Setembro os serviços de Internet da CGD e do Millenium BCP passam a disponibilizar a de recepção de facturas electrónicas com possibilidade de agendamento dos pagamentos.

Para além de evitar a deslocação dos clientes ao Multibanco para pagamento de facturas, o novo serviço garante um arquivo online dos documentos, que passa também a estar acessível os utilizadores do débito directo.

O novo serviço foi apresentado pelo director-geral da Sibs Processos, sendo que por enquanto apenas a CGD e o BCP terão este serviço mas em breve será disponibilizado pelo BES e pelo BPI.

Relativamente aos emissores de facturas electrónicas, apenas foram assinados acordos com a PT e a Vodafone, mas a deverá ser alargada aos grandes fornecedores, como a EDP.


PMEs reticentes na implementação de Facturação Electrónica

Um estudo realizado pela DNX em Espanha revela que as PMEs  são importantes barreiras à adopção da facturação electrónica, embora esta tecnologia ofereça muitos benefícios para estas empresas.

Falta de confiança nos sistemas existentes, escassez de informações, complexidade das assinaturas electrónicas e problemas da infra-estrutura são os principais receios apontados pelos empresários, até porque há uma grande variedade de plataformas de facturação electrónica que em muitos casos, são incompatíveis entre si.


Clientes da EDP podem subscrever Factura Electrónica via web

Os clientes da companhia de electricidade nacional já podem usar o site da empresa para aderirem à factura electrónica.

Através de um formulário on-line, os clientes da empresa sã convidados a abandonarem a factura em papel para passarem a receber no seu email a factura em formato electrónico.

Segundo uma informação disponibilizada no site da EDP, a adesão à Factura Electrónica edp está, nesta fase, restrita aos contratos de Baixa Tensão Normal com potências contratadas até 41,4 kV.

Ao aderir à Factura Electrónica edp deve ter em atenção que as facturas deixarão de ser enviadas por correio normal e apenas as receberá na caixa de correio electrónico que indicar neste formulário.

Através do registo no edp online poderá, em qualquer momento, aceder ao arquivo das facturas electrónicas.

Depois de preenchido e enviado o formulário, receberá uma mensagem acusando a recepção do seu pedido de adesão.

A Factura Electrónica edp será enviada para o endereço de e-mail mencionado no formulário, pelo que  antes de enviar o formulário deverá conferir se o mesmo está correctamente escrito.

Para verificar o Código Ident. Local deverá consultar uma factura antiga.


Cabovisão implementa facturação electrónica

A Cabovisão está já a desenvolver algumas das sugestões recolhidas junto dos seus clientes.

A empresa criou em Maio, uma plataforma online destinada a recolher as ideias e sugestões dos clientes para melhoramentos aos serviços prestados.

Através da “Voz do Cliente”, nome dado ao serviço chegaram à Cabovisão várias sugestões que “foram identificadas como mais-valias significativas na melhoria da oferta”, que serão, “depois de avaliada a sua pertinência e viabilidade”, implementadas.

“Com base nas ideias sugeridas, estamos já a proceder à implementação de melhorias (…). Os primeiros resultados obtidos nesta reunião vêm confirmar que as ideias dos nossos clientes são futuras oportunidades para a Cabovisão”, afirma o director de marketing da companhia, Hugo Jorge.

Para além de submeter sugestões, no site é também possível consultar e apoiar as propostas e acompanhar os resultados.

Neste lote de sugestões, destaque para a disponibilização de números móveis de acesso ao apoio ao cliente, a factura electrónica, uma funcionalidade que permite o envio de comprovativos de pagamento para reactivação de serviços via e-mail e medidas para facilitar as alterações contratuais em caso de mudança de residência.


Conselho da UE adopta nova Directiva de Facturação Electrónica

O Conselho da União Europeia adoptou oficialmente uma nova Directiva Facturação (10858/10, que altera a Directiva 2006/112/CE), que visa a simplificação dos requisitos de facturação do IVA, em particular da Facturação Electrónica (e-invoicing). Todos os Estados-Membros da UE deverão implementar as mudanças necessárias para a sua legislação nacional do IVA, de acordo com as alterações previstas na nova directiva até 2013, o mais tardar.

Para muitos especialistas, esta decisão é um primeiro passo para reduzir a carga tecnológica sobre facturação. A maioria das empresas usam um sistema financeiro que lhes permite o acompanhamento das encomendas, transferências, facturas e pagamentos, no entanto, a prova escrita foi sempre exigida.

Os Estados-Membros deverão agora elaborar um documento conjunto com vista à criaçlão de legislação específica sobre a facturação electrónica para o cada país de forma a aplicarem a presente directiva.

Actualmente, a maioria dos sistemas financeiros já são capazes de armazenar facturas de uma forma segura, fazendo todo o sentido que a tecnologia de emissão de facturas electrónicas também constitua um meio seguro para as auditorias fiscais.

De qualquer forma, é necessário que a União Europeia elabore novas instruções sobre o arquivo de documentos contabilísticos. As empresas devem estar conscientes do facto de actualmente o período de retenção para documentos electrónicos ser ainda seis anos no Reino Unido (outros Estados-Membros têm diferentes requisitos de retenção).


ASSOFT faz sessões de esclarecimento sobre certificação de software de facturação

A ASSOFT – Associação Portuguesa de Software está a desenvolver uma campanha de esclarecimento para as empresdas de software de facturação e contabilidade, que a partir de Setembro terão de estar de acordo com as novas regras de certificação impostas pelo Estado.

Segundo a portaria publicada em Junho, as software-houses estão obrigadas a adaptar as suas aplicações às novas regras de forma a garantir a inviolabilidade das facturas após a sua emissão.

As novas normas que vão agora afectar as aplicações de facturação complementam o SAFT-PT, o sistema que já está em vigor em Portugal e que já produz um ficheiro de resumo da facturação, a analisar pelas Finanças.

Com estas sessões de esclarecimento, a ASSOFT espera facilitar o processo de transição, “apoiando as empresas produtoras de software nos requisitos técnicos de certificação, promovendo as boas práticas e uma maior rapidez e facilidade”.


Copyright © 1996-2010 Facturação Electrónica. All rights reserved.
iDream theme by Templates Next | Powered by WordPress